quarta-feira, 8 de abril de 2015

Por Qual Razão um Cristão Genuíno Falta os Cultos?




Existem muitos motivos pelos quais pessoas faltam cultos. Hoje, lidaremos com apenas um, talvez o menos problemático para as pessoas e o que mais deveria chamar a atenção da igreja, as faltas crescentes nos cultos daqueles irmãos que são considerados cristãos genuínos.

O primeiro ponto que devemos ter em mente é que cristãos genuínos são pessoas. Eles podem adoecer, se sentirem machucados por algo ou viajar para visitar a família e isso pode inclusive ocorrer ao mesmo tempo, neste caso, o melhor é fazer uma ligação e perguntar se o irmão ou a irmã não está precisando conversar, desabafar ou alguma coisa parecida, enfim, lembrá-lo que ele não está só. Ser igreja para aquela pessoa que você chama de irmão é o primeiro passo para que ele retorne aos cultos. 

Contudo, se este não for o caso, então talvez o problema seja o que está ocorrendo no contexto institucional da igreja. Infelizmente, a igreja é uma instituição social e como toda instituição acaba sendo violenta, podendo , inclusive, perpetrar através das suas figuras de lideranças posturas que tenham como objetivo a manutenção de um sistema de crenças e valores específicos, que propiciem o controle da congregação e a efetiva solidariedade entre seus membros; no entanto, nem sempre os valores do sistema e também aqueles que regem a ação de coerção estão em acordo com a Bíblia ou com o comportamento ético esperado da liderança, o que consequentemente causa atrito. 

Ao ver uma situação como essa, um cristão genuíno pode se sentir triste e desanimado para ir ao culto da sua igreja local, principalmente se ele estiver envolvido, de maneira ortodoxa e bíblica, com o serviço à comunidade de fé, o que pode garantir que ele seja alvo de retaliações ocorridas de púlpito, algo que é impossível de ser questionado, pois para muitos- se não a maioria- o que sai do púlpito é palavra de Deus, mesmo quando carece da Palavra de Deus. 

Isso ascende o sinal amarelo para a igreja porque dificilmente este irmão se desviará e provavelmente ele esteja seriamente pensando em deixar sua congregação em busca de outra, a consequência disso é bastante simples e profundamente danosa: o irmão em questão deixará de servir até que encontre espaço na nova congregação e a igreja perderá um membro que efetivava com propriedade o serviço que Deus o propôs. O irmão sofrerá com a ruptura e a igreja empobrecerá em questões diacônicas.

Se você conhece alguém que se enquadre nesta situação, o melhor é conversar com ele e partilhar das suas angústias, pois isso poderá ajudá-lo a continuar caminhando com a igreja em questão. Se você é líder e está lendo estas linhas, olhe para como você está levando o seu ministério e pergunte para Deus se Ele está se agradando da maneira pela qual as coisas estão andando e por qual razão pessoas com potencial tem se afastado da congregação, largar o orgulho e exercer humildade é o primeiro passo para construir uma congregação forte, cheia de cristãos genuínos.

Enfim, se você é um cristão genuíno que está nesta situação, saiba que não está sozinho, existem muitas pessoas como você, além disso, olhe para os lados e veja que existem pessoas que contam com você em sua comunidade de fé, elas são importantes para você e você pode contar com elas, pois foi Deus que as colocou por perto. E lembre-se: Sempre pergunte à Deus o que fazer, antes de fazer algo, inclusive mudar de igreja.